1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Informativo CEA

19 de abril, Dia da Resistência Indígena

WhatsApp Image 2021 04 19 at 08.01.36

Wakanti! (em tucano).
Puranga ara! (em nheegatú).
Bom dia!

Com nossa irmã Isabel Oliveira, a Pastoral Abraço Negro afirma: VIDAS INDÍGENAS IMPORTAM!

19 de abril, Dia da Resistência Indígena.


Tem muitos professores me perguntando o que devem fazer agora no dia 19 de Abril intitulado "Dia do Índio".

Parabenizo estes professores que estão ensinando seus alunos a respeitar os indígenas, ouvindo nós indígenas.

Eu tenho dito que primeiramente ele tem que ser sincero com seus alunos e falar a verdade.

Por favor, não façam cocares de papelão, pintem seus alunos de tinta guache e peçam para bater na boca! Isso é uma grande afronta a nós povos originários desta Terra!!! Nossa pintura é sagrada! Temos uma relação espiritual com nossos cocares e adereços, não é um enfeite!! Bater na boca nem é da cultura indígena brasileira!

A primeira mentira que precisa ser desconstruída é a que diz que o Brasil foi descoberto. O Brasil não foi descoberto. Foi invadido. Nós já estávamos aqui quando os portugueses chegaram.

Tem indígena em todas as Regiões do Brasil não só na Amazônia. No Nordeste tem índio também. Somos a segunda região em número de indígenas.

Tem índio de todo tipo: com cara de índio, com cara de branco, com cara de negro... não é a cor que nos dá o título de indígena... é a nossa cultura... nosso pertencimento a um Povo!

Pedir pureza aos povos indígenas - principalmente no Nordeste que foi o primeiro povo de contato - depois de quase 519 anos de estupros beira a insanidade.

Sabe aquela sua vó que foi "pega no laço" ou "a dente de cachorro"?

Ela foi estuprada!

Nós não temos que ficar estáticos paralisados no tempo. Já pensou se vc que se diz branco tivesse que se vestir como os portugueses quando chegaram aqui? Porque nós indígenas temos que viver nus ainda???

Nós vestimos roupa, temos diploma universitário, somos mestres, doutores, usamos celulares, notebook, Iphone, casa de bloco, carro importado... não podemos trabalhar e conquistar estas coisas?

Nós somos seres humanos pensantes, inteligentes e podemos tudo que vc pode.

O que nos diferencia é que temos uma cultura, uma ancestralidade, vivemos em Comunidade e fazemos nossos rituais sagrados. Nós sabemos de onde viemos, quais são nossos antepassados e honramos eles.

Nós temos uma pintura, adereços, cânticos, rezas... mas usamos calça jeans e tênis...

Nós somos diferentes e somos iguais a vcs!

Nós podemos ser t u d o que vcs são sem deixar de sermos indígenas pertencentes a um povo com uma cultura diferenciada. Na verdade nem somos índios... somos Tupinambá, Guarani, Pankararu, Tuxá, Mundurucu, Yanomami... o nome índio nos foi dado pelo invasor...

Texto de Potyratê Inaê Tupinambá

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Novidades CEA

AMAZÔNIA e o ANGLICANISMO…

AMAZÔNIA e o ANGLICANISMO

stron;  Nacional de Educação Teol…

Leia mais > AMAZÔNIA e o...

Livro - Encontros de Educação Cristã…

Livro: Comunhão para Crianças…

Livro: Comunhão para Crianças

Coão para Criançass para Ori

Read More...

Reflexões Nº5 – Centro de Estudos Anglicanos…

Reflexões Nº5 – Centro de Estudos Anglicanos

adas Escrituras: Centralidade e Auto

Read More...

Reflexões Nº9 – Centro de Estudos Anglicanos…

Reflexões Nº9 – Centro de Estudos Anglicanos

de Virgínia(Reátório da Comiss

Read More...

Destaque CEA

IEAB…

IEAB

Conheça o site da IEAB - Igreja Epis…

Leia Mais > IEAB…

Calendário de Assessorias e Projetos Diocesanos 2014…

Calendário de Assessorias e Projetos Diocesanos 2014

A seguir publicamos o Calendário de Asse

Leia Mais > Calendário...

Comunhão Anglicana…

Alterações canônicas para a Educação Teológica na IEAB…

Alterações canônicas para a Educação Teológica na IEAB

[+] Acesse aqui as Mudanças Canônicas...…

Leia Mais > Alterações...

Curso em EAD…

Curso em EAD

    Conheça nos Cursos de Formação…

Leia Mais >Curso em...

© 2013-220 Centro de Estudo Anglicanos - CEA. Todos os direitos reservados.

Salvar

Salvar