1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Informativo CEA

Coordenação do CEA em reunião de planejamento para 2019

tib 02

Nos dias 10 e 11 de outubro corrente, reuniu-se em Porto Alegre, no histórico prédio do SETEK, a coordenação do Centro de Estudos Anglicanos (CEA), composta por três teólogas clérigas: Revda. Me. Carmen Etel Alves Gomes, da Diocese Meridional, representante da Área I, coordenadora acadêmica e curricular; Revda. Esp. Lúcia Dal Pont, da Diocese Anglicana do Paraná, representante da Área II, coordenadora geral; Revda. Dra. Lilian Conceição da Silva, da Diocese Anglicana do Recife, representante da Área III, coordenadora de comunicação e publicações.

A reunião marca a chegada da nova coordenadora geral, Revda. Lúcia, que lembrou a importância de um modelo de coordenação colegiada que tenha no diálogo entre as coordenações seu principal enfoque. O planejamento das ações para 2019, cuja proposta será apresentada à Junta Nacional de Educação Teológica (JUNET), na reunião de novembro, teve como ponto de partida as recomendações da Confelíder Nacional ao XXXIV Sínodo Geral da IEAB, realizado em junho próximo passado. As ações gravitarão em torno do tema "Despertar para a Missão", que será apresentado como proposta de campanha nacional para a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil.

No dia 11, quinta-feira, as coordenadoras vestiram preto para sinalizar a adesão à Campanha Internacional “Thurdays In Black", iniciada na África do Sul, que tomou proporções internacionais com o apoio do Concílio Mundial de Igrejas (CMI). De modo que “QUINTA-FEIRA USO PRETO” é uma forma de afirmar que os corpos das mulheres são políticos e que denunciam a cultura de estupro e de violência tão banalizada nos dias atuais.

tib 01A iniciativa tem origem na campanha mundial "Thurdays In Black", iniciada na África do Sul, que tomou proporções internacionais com o apoio do Concílio Mundial de Igrejas (CMI).

OSCAR ROMERO: “Se me matarem, ressuscitarei na luta do meu povo”

romero viveOscar Romero foi bispo da Igreja de Cristo, de tradição Romana, em El Salvador, país violentado pela desigualdade e pela violência militar naquela época. As pessoas mais pobres, especialmente camponesas eram as que mais sofriam. Depois de converter-se ao Evangelho de Jesus de vida e justiça (muito tempo depois de ter se tornado bispo), ele foi um homem incansável na luta por igualdade, por reconciliação e por justiça para todas as pessoas.

“Ele era um homem santo, um homem de Deus”, muita gente testemunha com orgulho e com indignação por seu assassinato em uma das igrejas daquele país durante a celebração de uma eucaristia, a memória da vida comprometida com o Reino e perigosa de Jesus.

Sua postura espiritual e pública contra a tortura, contra qualquer violência que diminua a vida humana (IMAGO DEI – imagem de Deus) e contra a pobreza, causada pela desigualdade estrutura e pelo sistema de privilégios vivido então, teve seu desfecho na sua Páscoa no dia 24 de março de 1980, no altar. Ele foi assassinado dentro da igreja cheia de gente enquanto orava a Oração Eucarística.

Ele se tornou, como Jesus, semente de indignação e de ministério pela justiça e pelo bem comum. Ele ressuscita na luta do povo contra a desigualdade, contra a violação institucional e estrutural dos direitos humanos, contra a dizimação de populações camponeses e povos tradicionais. Este espírito de pacificador e de trabalhador da justiça reflete o quanto ele é Bem-Aventurado e agora reconhecido oficialmente pela Igreja de Cristo, de Roma e pela família ampliada Católica, como “entre os santos”.

Romero, agora Santo, é sinal de esperança e inspiração para continuarmos fieis ao Evangelho e cientes das consequências dessa fidelidade.

Nossa família Episcopal/Anglicana acolhe esse reconhecimento com júbilo e compromisso. Arcebispo Rowan Williams, presidente da Christian Aid (agência ecumênica de cooperação internacional e ajuda humanitária da Inglaterra e antigo Arcebispo de Cantuária) liderou uma delegação anglicana para a canonização de dom Oscar Romero, neste final de semana no Vaticano.

Imagem 2

15 de outubro – Teresa de Ávila, Priora, Mística e Mestre na Fé, 1582

santa teresa de avila ok

Viveu seus primeiros anos em Ávila (Espanha), Teresa de Ahumada. Ainda criança aprendeu, com sua mãe, o gosto pela leitura. Cedo também despertou nela o desejo de sair, em romper com as convenções historicamente estabelecidas a respeito do lugar reservado às mulheres de sua classe: o matrimônio, o lar, a família.

Sua saída para o convento, ainda jovem, foi um abrir-se a possibilidade do mergulhar no Outro; nesse Amor que ardia em seu peito e a chamava à ventura. Mas, o convento era muito pouco para uma alma tão sedenta de absoluto. Por entre a suntuosidade, de banquetes e serviçais, e a rígida regra de mortificações da carne, com cilícios e chicotes, Teresa descobre o caminho da ‘perfeição’, o caminho da ‘reforma interior’ em Cristo. Um Cristo que é para ela um amado, que sorri e dança. Alguém que a faz gozar das delícias de sua Graça, mais que acima de tudo a ama a ponto de, acarinhando o coração de sua alma, arrebata-la em mística núpcia.

Engana-se, porém, quem pensa que tal mística viva de arroubos na alma. Não, sua vida interior é toda ela marcada pelo chamado ao mundo, para a sua reforma. E ela começa a partir de sua ordem, o Carmelo. Em vez da suntuosidade, os pés descalços; em vez de instrumentos de suplício da carne, um tambor (ainda hoje preservado!) para tocar com suas ‘palomas’ nas festas de Natal. Ela foi um espírito alegre, humilde e grato a Deus.

Teresa D’Ávila foi uma mulher que enfrentou com ímpeto e firmeza a furiosa oposição de nobres e autoridades eclesiásticas à sua reforma, assim como também foi inspiradora de outros místicos, com João da Cruz, e tantos artistas e poetas.

Ela morreu em 1582 tendo fundado dezessete conventos espalhados pela Espanha, nos deixando uma vasta obra como ‘Livro da Vida’, ‘Caminho de Perfeição’, ‘Moradas ou Castelo Interior’, ‘Livro das Fundações’, além de Poesias, Exclamações, e mais de 500 cartas.

[+] Informações: www.carmelitas.pt

Uma brevíssima nota sobre o meu poema verbo-visual TERESIANA, escrito em Recife, 1997.

teresiana poema Ribeiro HalvesO poema de minha autoria busca retratar os principais elementos da mística de Teresa D’Ávila, ao mesmo tento que ‘retrata’ em sua forma (uma lança) um episódio da vida da mística. Ela nos conta que viu certa vez um anjo que trazia consigo uma flecha, e que ele a atravessou o coração. Tal episódio, conhecido por “transverberação”, foi imortalizado em mármore pelo escultor Gian Lorenzo Bernini. No meu poema, o anjo e a mística se ocultam e fundem no vermelho, e as palavras ‘como setas de amor’ buscam tocar a alma de quem as lê.

Rev. Eduardo Henrique Alves, que assina artisticamente Ribeiro Halves
Secretário de Educação Teológica da Diocese Anglicana do Recife

Encontro latino-americano e caribenho sobre Educação Teológica

delegacao ieabEntre os dias 1º e 6 de outubro a CETALC (Comissão de Educação Teológica para a América Latina e o Caribe), um organismo de províncias da Comunhão Anglicana, realizou o Segundo Encentro de Diretores (as) de Seminários e Centros Teológicos e Bispos e Bispas na Cidade de Panamá. O encontro abordou o tema “Educação Teológica e Efetividade Ministerial: Aportes da América Latina e Caribe.

A conferência de abertura com o tema geral do encontro foi com o Reverendo Carmelo Álvarez. Reverendo Pedro Triana também deu uma conferência sobre a experiência da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, através do CEA (Centro de Estudos Anglicanos) com o uso das redes sociais na educação teológica, especialmente o curso de Imersão ao Anglicanismo através da plataforma Moodle. E na mesma linha, o Reverendo Canónigo Anthony falou sobre a experiência do Ministério Latino nos EUA e a Drª. Nidia Fonseca apresentou experiências da Universidade Bíblica Latino-americana.

[+] Confira a Apresentação "Las Redes Sociales en la Educación Teológica".

O presidente da CETALC, bispo Julio César Holguín, apresentou resgate histórico sobre a contribuição da CETALC para a educação teológica na região. E a parte de formação foi concluída com oficina sobre o uso prático das redes sociais como apoio na educação teológica, pelo Reverendo Edgar Giraldo.

Entre conferências e oficinas que focaram na temática do encontro, também teve encaminhamentos práticos sobre as relações da CETALC com as províncias e dioceses. Mas, uma grande parte do tempo foi tomada com análises, diálogos e proposições para a construção de um currículo, com parâmetros, plano de estudos em comum para a educação teológica nas dioceses episcopais anglicanas da América Latina e Caribe.

“Onde houver ódio, que eu leve o Amor”

SAO FRANCISCO2018Estamos vivendo um tempo de desamor, desrespeito, violações de direitos básicos da pessoa humana. Nas ruas, agressões às pessoas diferentes por conta da condição social, do campo de pensamento, do gênero. País dividido, violências banalizadas. Esse contexto é mais do que atual, é real. Cabe em qualquer crônica dos nossos dias, em qualquer das nossas cidades, pequenas ou grandes, em qualquer das nossas capitais. No entanto, era a conjuntura de uma pequena cidade da Úmbria (região central da Itália) entre os anos de 1182 e 1226, chamada Assis, terra natal de um certo Francisco Bernardone.

No momento em que a guerra era iminente, Assis e Perúgia em conflito (embalado e alimentado principalmente pelos “homens de (e da) fé”), toda a sociedade estava evolvida e embriagada com o belicismo vigente. Por diversas razões, políticas, financeiras e religiosas, cada qual se colocava de algum dos lados. Para os jovens, ambiciosos para obter um título de nobreza, uma oportunidade ímpar. Para Francisco, um “chamado” natural. Servir a um nobre cavaleiro e também se tornar um. Servir a um “servo do Senhor”.

Outubro: Mês das Vocações na IEAB

02102018

Agradecemos a Diocese Anglicana de Brasília pelos estudos bíblicos AQUI disponibilizados.

Como cristãs anglicanas somos pessoas que reconhecemos o chamado diário e contínuo de RUAH para que demos testemunho de sermos canais de bênçãos e não de maldição.

Semanalmente, há algum tempo, uma pequena parcela do Povo de Ruah, a Missão da Liberdade, de Jaboatão dos Guararapes/Pernambuco, da Diocese Anglicana do Recife, tem orado a coleta pelas vocações do Livro de Oração Comum, confiando na renovação do chamado divino a cada qual das pessoas partícipes dessa comunidade, mas também da Diocese Anglicana do Recife e de toda Igreja Episcopal Anglicana do Brasil.

Que vocação é chamado decorrente de uma escuta atenta aos sopros de Ruah é sabido por toda a Igreja. No entanto, é fundamental que se saiba também quais as implicações desse chamado.

Certa feita, o Arcebispo anglicano sul-africano Desmond Tutu, em uma entrevista concedida a BBC de Londres, relatou como o testemunho de alguém consciente de ser vocacionado por Ruah, fê-lo ouvir o chamado de Ruah em sua própria vida, lançando luzes sobre o que é esperado de alguém que responde sim ao chamado de Ruah:

Envelhecer é uma dádiva. Que as pessoas idosas possam sonhar

“Nos últimos dias, diz a RUAH, derramarei do meu Espírito sobre todos os povos;
os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os jovens terão visões,
as pessoas idosas terão sonhos.” (Atos 2:17)

Dia do Idoso 01Out

Hoje, primeiro de outubro, celebramos o Dia Internacional da Pessoa Idosa. Data instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) para homenagear as pessoas idosas e para conclamar as sociedades quanto a necessidade de respeitá-las.

Tenho uma mãe idosa às vésperas de completar 75 anos de vida. Lembro-me que quando se tornou sexagenária, sonhava completar 65 anos para poder usar o transporte público gratuitamente. Na ocasião, dizia-lhe eu: “Mãe, é importante que nos lembremos que essa gratuidade não é favor, mas direito adquirido. Assim como os assentos reservados. A senhora e tantas outras pessoas muito trabalharam por longo tempo de suas vidas, contribuíram com impostos e agora é tempo de colher um pouco do que semearam.”

Novidades CEA

A Igreja - Uma Visão Ecumênica…

AMAZÔNIA e o ANGLICANISMO…

AMAZÔNIA e o ANGLICANISMO

stron;  Nacional de Educação Teol…

Leia mais > AMAZÔNIA e o...

Uma Nova Publicação do CEA - SET/2015…

Uma Nova Publicação do CEA - SET/2015

UMA NOVA PUBLICAÇÃO DO CEA - MISSÃO QUE

Read More...

Livro: A Igreja Militante…

Livro: A Igreja Militante

A Igreja MilitanteN. Duval da Silva 2…

Read More...

Livro: As Santas Escrituras…

Livro: As Santas Escrituras

As Santas EscriturasRoberto C. Dentan…

Read More...

Destaque CEA

IEAB…

IEAB

Conheça o site da IEAB - Igreja Epis…

Leia Mais > IEAB…

Calendário de Assessorias e Projetos Diocesanos 2014…

Calendário de Assessorias e Projetos Diocesanos 2014

A seguir publicamos o Calendário de Asse

Leia Mais > Calendário...

Comunhão Anglicana…

Alterações canônicas para a Educação Teológica na IEAB…

Alterações canônicas para a Educação Teológica na IEAB

[+] Acesse aqui as Mudanças Canônicas...…

Leia Mais > Alterações...

Curso em EAD…

Curso em EAD

    Conheça nos Cursos de Formação…

Leia Mais >Curso em...

Últimos Comentários

  • Novo site, novos tempos
    João Maciel João Maciel
    Olá Equipe do CEA, gostaria de parabenizar a todos que estão nesta missão de partilha do conhecimento ...

    Leia mais ...

     
  • Deixe seu Comentário
    Alessandra Alessandra
    Paz e amor elisandrotc@gmail.com

    Leia mais ...

     
  • História do CEA
    manicure manicure
    Good post. I learn something new and challenging on sites I stumbleupon everyday. It will always ...

    Leia mais ...

© 2013-2017 Centro de Estudo Anglicanos - CEA. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento e Hospedagem de Sites

Salvar

Salvar